/ como imigrar pro canada

27mar 2014

Nossa Imigração pro Canadá

Postado por às em Canadá

Nossa.. acho que desde que chegamos aqui nunca mais falei de como ainda estamos aqui, afinal era teoricamente até março de 2013 que ficaríamos e já tem quase 1 ano e meio que estamos em Vancouver.

Não foi nada mil maravilhas como parece, corremos alguns perigos nesse tempo, vejam só:

Marido foi chamado pra trabalhar em julho (acho) de 2012 numa produtora pra trabalhar em somente um projeto e quando terminasse que seria em março: “Tchau e bença”. Eles correram atrás do nosso LMO (Labour Market Opinion) que é um documento que a empresa precisa do governo dizendo que eles não acharam nenhum canadense apto pro cargo. Depois de 6 semanas, a empresa entregou tudo pra gente (nesse meio tempo a gente precisou providenciar zilhões de documentos), imprimimos tudo e levamos no consulado do Canadá. Foi a maior correria, porque tudo tinha que estar pronto em menos de 1 mês, pois ele começaria no final de novembro a trabalhar e ainda teríamos que vender tudo nosso, vir pro Canadá, achar um lugar pra morar, etc.

Saiu nosso visto, em 2 semanas estávamos viajando. Chegamos aqui em Vancouver dia 10 de novembro com um work permit linkado a empresa até setembro de 2015, ficamos em um hotel e fizemos a burrada de reservar por somente 4 dias, achando que seria fácil achar um ap. Seria sim! Se não tivéssemos 2 animais… o hotel já não tinha mais vagas pra extender nossa estadia e mal chegaríamos no país e já seríamos sem-teto. Por sorte, achamos na noite do último dia um studio boqueta que chorei assinando contrato com medo do prédio cair e ainda morrer afogada por um tsunami (eu não tinha estudado muito a fundo a ponto de me convencer que tsunami não chega no centro de Vancouver), mas não tínhamos opção. Sorte que era contrato de 6 meses.

Chegou março e o filme atrasou até maio.. chegou maio e seguraram marido até dia 28 de junho. De 200 animadores, ficaram só 30! E depois acabooou!!! Marido tinha sido chamado pra outra produtora em Montreal, pra um filme mega bacana, mas eu grávida, não queria parir em francês e joguei meu charminho e insegurança pra arriscarmos e ficarmos por aqui.

Por sorte, a empresa que marido trabalhava chamou outras produtoras pra entrevistarem o que restou dos mortais e marido foi contratado até novembro de 2013 por outra empresa aqui em Vancouver mesmo. E nos mudamos pra um ap dentro de uma casa e agora temos até quintal pro Bartô fazer o que quiser!

A nova empresa teria que dar o LMO pra ele também, então marido ficou de “férias”por quase 2 meses, eles vendo a papelada e a gente recebendo seguro desemprego. Saindo o LMO, fomos na fronteira de carro (eu dirigindo com barrigão porque marido tinha sido reprovado pela segunda vez no road test hahaha)
(Marido boladão, nem queria que eu tirasse essa foto pro meu 365 ahahahha)

(continuando)..e pegamos a nova permissão de trabalho.. agora era pra Fevereiro de 2014!! Só 6 meses!! Desespero!! O anterior que ia até 2015 não valia mais!! Tenso.. Até porque o projeto ia até dia 22 de novembro e com a soma do tempo trabalhado, dariam 11 meses!! E pra dar entrada no PR (Residencia permanente, nosso objetivo), teria que ter 1 ano de trabalho e estar empregado. Ai.. ai..

Marido mal começou na outra empresa e já saiu distribuindo portfolio pra tudo quanto é canto. Fez algumas entrevistas e pronto! Foi chamado pra trabalhar em outra empresa e começaria dia 25 de novembro. A tensão dessa vez foi o LMO que não saia! Sabe quando foi sair?? Dia 22 de novembro, sexta-feira!! Ele começaria na segunda!! Oi?! E lá fomos nós pra fronteira no sabado.. dessa vez marido foi dirigindo porque foi aprovado no 3o. road test hahahahaha. Nicolas já estava com a gente e já abusou com seu passaporte canadense (os americanos cagaram quando viram que ele era canadense – presentão, hein Nic?!). E pegamos o work permit até maio de 2014.. mais 6 meses. Só que…

Trabalhados os 12 meses demos entrada no PR pelo Canadian Experience e rezamos pra que as 200 vagas que abriram não fossem preenchidas antes. Do nada já tinham 87! AI MEU DEUS!! Desespero!! E marido fez CELPIP e passou com notão (nerd) e a gente tinha que esperar chegar a folha oficial do resultado dessa prova de inglês pra poder dar entrada. Todos os documentos prontos e nada de chegar… assim que chegou, tascamos no correio com entrega mais rápida do mundo e pronto. Só esperar.

Marido ficava atualizando o site do governo o tempo todo e nada de sair dos 87.. passou 1 semana, 2.. nada!! Sabíamos que estava demorando 2 meses pra eles responderem algo.. mas na terceira semana veio um email:
 SUA APLICAÇÃO ESTÁ EM PROCESSO!

AAAHHHHHHHH!!!!!!!  Finalmente vamos ficar tranquilos por aqui!!! Agora o site foi atualizado pra 100 e um monte (nem sei), mas vamos conseguir!!!
Já aplicamos também pro Open Work Permit que dá direito da gente trabalhar em qualquer lugar, pois quando está em processo, pode pedir isso.

Enfim, não foi nada fácil esse 1 ano e meio por aqui com essa tensão de voltar ou não pro Brasil sendo que a gente queria muito ficar. Claro que comparado a maioria dos brasileiros que vem pra cá sem PR o nosso foi até tranquilo e o fato do Nicolas ser canadense não ajuda em nada, somente quando ele fizer 18 anos (várias pessoas me perguntaram isso). E agora.. Brasil só de férias!! Sem medo de quando voltar não ser como visitante. <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...