14ago 2013

Minha Sessão de Gestante – 32 semanas

Postado por às em Carol Camanho, Fotografia, Gravidez

Desde que descobri que estava grávida, tinha decidido fazer meu próprio ensaio como desafio pessoal. Aliás, desde que cheguei aqui no Canadá e vi todo mundo na rua com câmeras penduradas no pescoço (inclusive Leicas de 7000 doletas) sem medo de ser feliz, eu queria fazer alguns estudos pessoais de desenvolvimento do olhar, entre outras coisas. Enfim, falei pro marido (o atual dono da bufunfa) que queria um tripé e um controle remoto pra poder fazer nossa sessão.
Conclusão: Eu já tinha sido fotografada no Brasil pela Fernanda e já tinha vivido a experiência de ser dirigida, maaaas eu ME dirigir foi !!! Marido super disposto, passou até gelzinho no cabelo (gato!), mas minha direção com a gente foi péssima! Sai tipo modelete séria em todas as fotos, só faltei fazer carão, quase nenhuma retratou nossa personalidade: os loucos do Canadá.
De qualquer forma, eu AMEI algumas fotos, mesmo não sendo a gente ali e eu jamais deixaria de fotografar esse momento, já que fotografo tantas novas famílias por aí.


Ri muito quando vi essa foto! (cabeça de fotógrafa louca, ok?) Cadê a barriga?! hahaha Marido que tirou ela! E te digo que mesmo não saindo a pança, amei!
Essa embaixo sim é a gente!!! :D <3
E essa eu amei muito!!!

(E eu de cabelo novo?!?! Preciso contar a experiência, ai… tantos posts…)

12ago 2013

101 Coisas em 1001 Dias – Versão 3!

Postado por às em Whatever

Estava futucando meu blog e quando entrei na minha abinha aqui em cima vi que meu projeto de 101 Coisas em 1001 Dias estava com o prazo acabando e era dia 25 de setembro, ou seja, junto com o nascimento do baby. Resolvi então terminar com ele e começar outro logo pra não ter problema.
Eu AMO esse projeto porque me impulsiona a seguir alguns objetivos. Claro que como são quase 3 anos de projeto não tem como prever muitas coisas e daí você acaba não completando alguns (vários) itens.
Fiz um balanço do meu projeto e consegui concluir 55 itens!!! Mais da metade!!! Yey!!! 39 não cheguei nem perto e 7 eu comecei e não terminei. Uma pena eu não ter feito esse balanço com a primeira vez que fiz esse projeto e nem salvei a lista em lugar algum..
Bem, alguns dos que não conclui ou que não terminei foi devido a minha mudança pro Canadá:
Tentamos 2 vezes ir pra Argentina, mas não deu (Acabamos indo pra California e Canadá). E agora Argentina ficou longe;
Ir à sauna 1 vez por semana em 2 meses: Logo no início desse projeto começamos a tentar engravidar, então não dava porque sauna dificulta a gravidez;
Arrumar pastas e armários com certa frequencia… incompleto porque nos mudamos, daí arrumamos de vez, né? rs.
Enfim, gostei do resultado final.. apesar de que eu poderia ter “tickado” mais alguns itens e não fiz por preguiça ou algo assim. Pééé!
De qualquer forma, fiz uma nova lista que vai até 2016 (sempre me assusto com a data final), vamos ver quantos itens eu ticko? Se quiserem conferir, é só clicar aqui ou na abinha de cima. E se você também faz essa listinha, quero ver a sua!! Posta aqui embaixo no comentário. ;D

07ago 2013

365 Project – Abril 2013

Postado por às em Project 365


01 – O abacate daqui é tããão gostoso!!!!;
02 – Strogonooooooff!!;
03 – Torta de frango que eu fiz!! Até que massa nao ficou ruim.. mas faltou sal;
04 – Foto pra fotonovela que estamos grávidos;
05 – Sanduiche de frango delicioso!;
06 – Lasanha;
07 – Bartô foi tosado pela primeira vez aqui!! E pelo papai!!!;
08 – Tomate!!!! Aqui no Canadá estava baratinho, mas no Brasil…;
09 – Ilustrações da talentosíssima irmã Thalita pro meu novo site;
10 – Filomena fofoleta;
11 – Meu site ficando pronto!!! <3;
12 – Dentro do hospital pra marcar a ultra de 20 semanas;
13 – Primeiro presente do baby!!! Obrigada Lu!!;
14 – Nós perambulando no parque;
15 – Porque não basta ser um país maravilhoso, tem que ter mini melancia sem caroço docinha!;
16 – Estudando pra prova teorica de motorista;
17 – Fazendo a prova teorica.. PASSEI!!!;
18 – Lindona da mãe!;
19 – Pizza!!;
20 – Conhecendo Whistler com companhia maravilhosa!!;
21 – 63.9!;
22 – Yoga para gestantes!!! Simbora!!!! (só fiz esse dia);
23 – Bartô e marido na varanda pela primeira vez;
24 – Casa da Branca de Neve!!!;
25 – Primeiro dia que esqueci de fotografar!! :( ;
26 – Eu querendo trabalhar, mas alguém não estava deixando..;
27 – Fomos na casa de uns amigos e olha a vista!! Downtown lá no fundo;
28 – Filó sacaneando Bartô, rs.;
29 – Sopinha no mercado!!!;
30 – Dia feliz!!! Meu aniversário!!!! Com família linda no Skype!!! <3 Chorei muito.

30jul 2013

Diabetes Gestacional

Postado por às em Canadá, Gravidez, Médicos

Cri… cri.. cri… é o som mais comum daqui do blog ultimamente, né?! Acho que tudo vai melhorar a partir da semana que vem… resumindo meu sumiço junte as informações: marido em casa, mudança de casa, curso intensivo de inglês e diabetes gestacional. Sim.. isso mesmo.. a pessoa desenvolveu a diabetes e ela simplesmente não faz parte de nenhum grupo de risco!!! Não sou obesa, não engordei horrores na gravidez, não tenho hereditariedade, minha pança não cresceu demais, etc. Minha midwife falou inclusive que eu não precisaria fazer a curva glicemica (aquele que você vai no laboratório e bebe uma fanta laranja sem gás, depois de 1 hora tira sangue e depois de 2 também), mas eu quis fazer e foi a sorte! Descobri minha diabete gestacional cedo, com 29 semanas.
Vocês sabem que sou A-PAI-XO-NA-DA pelo sistema de saúde do Canadá, né? Pelo menos no quesito gravidez não posso reclamar de nada!!! E agora vou dizer o porque essa paixão aumentou em 29874962429 de vezes.

Fiz lá minha curva glicêmica e deu positivo, minha midwife disse:
_ Agora o hospital vai te ligar pra marcar nutricionista. Aguarde, que eles vão te ligar.
_ Oi?!?!?! ELES que vão me ligar?!?! Entendi direito?! (Porque né? Tudo em inglês.. )
_ Isso. Deve demorar um pouquinho, acredito que na semana que vem. (Era uma quinta!)
Segunda-feira eles me ligaram (!!) marcando pra quarta (Tô falando… sistema PÚBLICO!!) e lá fomos eu e marido na quarta de manhã.


Chegamos lá, na hora de avisar pra recepcionista da área exclusiva para gestantes diabeticas, me deu uma pastinha vermelha com 8724682 de páginas e tabelas pra eu ler com calma em casa, daí uma enfermeira me chamou pra uma salinha e me disse que toda vez que fosse lá eu deveria fazer xixi no potinho e molhar o palitinho nele (me deu um palitinho todo colorido) e eu deveria comparar numa tabela que estava nessa salinha. Além disso eu deveria também me pesar sempre.

Depois dela, fomos pra outra sala de espera e uma clinica geral me chamou. Ela fez todas as perguntas que queria, já estava com TODOS os meus exames em mãos, inclusive as ultras do baby, mediu minha pressão e “me devolveu pra sala de espera”. Nem 1 minuto depois, o endocrinologista me chamou pra sala dele e disse que eu deveria voltar em 1 semana pra ele ver meus exames de sangue que eu teria que tirar com a alimentação certa que iriam passar pra mim. Mediu também o tamanho do meu utero e “me devolveu pra salinha”.
No máximo 2 minutos depois, uma outra enfermeira me chamou pra sala dela. Chegando lá, ela conversou comigo sobre tirar sangue de 3 a 4 vezes por dia e marcar na minha super pastinha vermelha, além disso me emprestou o aparelhinho para eu medir em casa meu sangue que vou devolver pro hospital depois de parir. E “me devolveu pra sala de espera”.

Agora a parte mais demorada… 3 (TRÊS) minutos depois, a nutricionista especializada em grávidas diabéticas me chamou. E lá fomos nós.
Ela entendia de TUDO de comida brasileira e disse que eu podia comer sim arroz com feijão, só que a quantidade era muito pequena. Eu teria que marcar meu sanguinho todos os dias durante 1 semana, um dia antes das refeições e no dia seguinte 1 hora depois das refeições. Me tascou pra comer de 3 em 3 horas sem mudar meu horários e sem mudar minha alimentação bruscamente.. foi TOTALMENTE personalizada a minha dieta. Ela perguntava o que a gente costuma comer em cada refeição, inclusive em restaurantes e adaptou pra minha dieta. Claro que doce eu fui proibida, inclusive meu vício de frutas… ela tascou frutas somente no lanchinho da manhã e no lanchinho da tarde. Alan até perguntou se eu poderia comer algum dia da semana um docinho, e ela respondeu:
_ A diabetes não fala: Então tchau! Até segunda!!
Rimos horrores!!
Além disso, passou também um exame de urina que eu teria que fazer todos os dias antes do café-da-manhã e antes da janta chamado Ketones. E no final, pediu desculpas por não poder ficar mais com a gente (30 minutos) porque tinha muita gente esperando lá fora.
E finalmente lá fomos nós pra casa. Cheguei as 8:15 lá e mesmo sendo atendida o tempo todo na hora, saí de lá do hospital as 11:00!!!
Estão entendendo minha paixão pelo Canadá?!! Muito obrigada.

Meus lanchinhos da tarde (Pao com cottage, peito de peru e damasco (novo vício) e Pão com queijo e cherries (novo vício também):

Biscoitinhos de maizena e frutinhas:

Meus lanchinhos da noite (depois da janta): Activia com nuts e frutinhas e mamãozinho com nuts:

E uma das minhas jantas gourmets que marido fez (Batatinhas, salmão com cobertura de queijo e legumes):

1 semana depois, lá fomos nós… eu rezando pra não tomar uma esporro muito grande pelo dia que estrapolei na pizza e o resultado deu 7.3 (máximo tem que ser 7.2, 1 hora após comer)… e também pelo meu xixi ter marcado marrom algumas vezes, sendo que tinha que dar negativo.

No hospital, fiz xixi no copinho e deu tudo negativo :D, mas meu peso… 1,2kg a menos! Em 1 semana!! Mesmo comendo demais, porque pelo que ela me passou fiquei totalmente sem fome… ok.
Sentamos na salinha de espera e nem esquentamos a cadeira quando o endócrino nos chamou. Ele viu a tabela que eu preenchi com os resultados e disse que eu não era caso de insulina (EEEEEEEE) e mediu o tamanho do meu utero e deu normal, mas falou que eu precisaria ir na nutricionista pra ver o porque estava perdendo peso e falou pra eu voltar lá em 3 semanas somente :D.
Dessa vez nem sentamos na salinha de espera e veio a enfermeira já levando pra salinha dela e mostrando que agora eu iria medir dia sim dia não e conferiu meu aparelhinho pra ver se estava todo ok. E lá fomos nós pra sala de espera.
Sentamos, levantamos em 10 segundos, pois a nutricionista nos chamou: “My brazilian couple!!!! Come on in!!!” <3 Morri do meu coração de carinho.
Ela viu minha tabela e perguntou se estava com fome, disse que não, mas daí ela mesmo assim aumentou de 3 porções de carboidrato pra 4 porçoes no café da manhã e almoço e me liberou frutinha nas refeições principais (EEEEE!!). Falou que não queria que eu perdesse peso, nem mantesse, eu tinha que engordar. Falou pra eu ir testando meus limits, já que meus resultados estavam bem abaixo do permitido e pra eu NÃO fazer exercício!! (EEEEEEE!!!!). Daí Alan perguntou:
_ A gente tem festa da vizinhança hoje, ela pode comer algum doce?
Eu me intrometi e disse:
_ AH! É!!! E vou ter chá de bebê também..
Ela: _ Agora que sabemos que é só controlar sua alimentação que seu organismo dá conta, você pode comer sim nesses eventos.
_ Mas posso comer até bolo?!?!?!
_ SIM!!! 1 vez não vai fazer mal, fica tranquila.
E pronto.. nos despedimos e eu sai de lá feliz da vida por não precisar de insulina.. agora só depende de mim :D

18jul 2013

Papo de Gordo: Comidas de Fevereiro

Postado por às em Comida

Preciso tirar o tempo perdido!!! Depois eu conto porque eu sumi tanto daqui, quanto do blogs que leio.. Muuuuitas coisas aconteceram!!!!
Bem, em fevereiro eu não anotei todos os lugares que fui e agora me lasquei… fiquei muito tempo pra lembrar até que marido falou pra eu ver no mapa da foto!! Tecnologia, né?! <3
Vamos lá!

Earls (repeteco): A gente já tinha comido a pizza daqui em dezembro e marido não gostou da deles, mas ele não deu sorte, porque eu amei a minha. Ele resolveu dar uma segunda chance no almoço, mas realmente, sabe aquele lugar que só serve pra você conhecer? Não tem quase opção de comida e é meio caro pros padrões canadenses.. então.. não vamos mais voltar. Mas esse macarrãozinho tava muito bom mesmo assim :D

La Belle Patate: Esse é um podrão legítimo!! Estava com super vontade de comer um Poutine (gororoba made in Canada feita de batata frita com um molho e pedaços de queijo) e o mais perto e que falavam super bem, que era legítimo e tal era desse lugar. Não gostei! Achei mega gororobento, enjoei no final (e não era por causa da gravidez, era o tanto de molho), mas confesso que adorei o estilo de vir numa quentinha hahaha De qualquer forma, o nome do restaurante não tem nada a ver com o que eles oferecem.. hehe

Belgian Fries (repeteco): Falei desse lugar no Papo de gordo do mês de janeiro e voltamos lá pra comer esse sorvete frito.. SEM NOÇÃO!!!! ADOREI!!!!!! <3

Cassia Cupcakery (repeteco): Essa lojinha de cupcakes já apareceu aqui, mas esse merece um destaque porque como descobri que estava grávida, achei que eu não pudesse comer cupcakes por causa da cobertura.. achei que tivesse ovo cru… depois que descobri que não, maaaas, a grávida queria comer cupcake e não imaginaria ficar 8 meses sem comer.. então lembrei que nessa lojinha tinha cupcake veggie!!! E vou dizer: bom demaaaaaaaais!!!!!

Adesso Bistro: Compramos no Groupon (que daqui do Canadá vale muuuito a pena) um descontão pra ir nesse restaurante legítimo italiano meio carinho… Valeu a pena!!! Não voltaria porque achei o atendimento mega lento e olha que estava vazio!! A comida era gostosinha, mas nada demais, não vale o valor oficial. Mas a sobremesa… uma delícia! :D

American Cheesesteak Co.: A foto tá horrível… daí imagina o horrível da foto proporcional ao bom do sanduiche… Essa proporção. Esse meu era de frango com queijo e o pão deles é uma delícia!!!!! ADOREI!!!

Tim Hortons: COMO ASSEEEEEM NUNCA FALEI DO TIM HORTONS?!?! Tim Hortons é um Starbucks misturado com Dunkin’Donuts só que canadense e tem em qualquer esquina. Sabe Starbucks?? Eu não sei mais o que é isso… aliás, principalmente marido que toma café. AMO tudo que tem lá (menos o café) e é sem noção de tão barato. Do tipo você compra muita coisa com apenas 5 doletas, SE isso tudo. É tão surreal que eu e marido não sabemos como eles lucram. hehee. Esse dia tomei uma sopinha deliciosa de café da manhã.

Takis’ Taverna (repeteco): Esse é aquele lugar que dá dó, lembram?! Continuo achando ele uma delícia tanto quando o Stephos (que é lotado e do lado)

Urban Thai Bistro: ADOREEEEEI!!! Comidinha simples, gostosa, baratchenha e rápida! 

The Sandbar: Esse restaurante é mega turístico porque fica na Grainville Island. Meio carinho, mas eu estava a fim de comer um peixinho e conhecer lugar novo e ver o que tanto falam dessa ilha que não entendo (haha). A pessoa aqui ficou simplesmente APAIXONADA pelo pão que eles oferecem de entrada. JURO! Sabe aquele pão de padaria fresquinho, quentinho, maravilhoso?! Eu quase perguntei onde eles compravam ou se eram eles que faziam e se poderiam me vender. De qualquer forma, foi muito bom ter visto que aqui no Canadá existe pão de padaria, mesmo que num restaurante meio caro. Depois eu achei num mercado esse pão e pronto! Necessidade de pão de padaria sanada :D
O peixinho também estava divino! Fresquíssimo!! Lá eles só trabalham assim, dá até dó na entrada ter lagostas e outros bichos de mar vivos, mas o meu peixe não estava no aquário, senão eu não conseguiria comer.. ;)
E sobremesas maravilhosas também! ou seja, vale cada dinheirinho!

Rio Brazilian Steakhouse: A pessoa vai lá pra matar a vontade de comer coração de galinha e arroz com feijão e farofa, daí chega lá e descobre que coração de galinha é só a noite e que o feijão estava ENTUPIDO de carne, conclusão: Come um milhão de beterrabas cozidas no mais estilo vó, chega no dia seguinte acha que está abortando porque sai tudo com ˜cor de sangue˜…  Comi bobo de camarão também, mas não tava tão gostoso não… Marido disse que as carnes (leia-se picanha) não tem o mesmo sabor das do Brasil.. :( Mas vale a pena ir? Vale! Sempre vale, mas talvez no jantar que tem banana e abacaxi na brasa e pão de queijo.
AH! E o pudim?!??!? TUDOOOOO!!!!

 

13jun 2013

Finalmente: A Midwife

Postado por às em Canadá, Gravidez, Médicos

Eu PRECISO falar sobre a midwife. <3
Desde que descobri que estava grávida queria uma midwife (que é a enfermeira obstétrica no Brasil, alguns chamam de parteira, mas é uma parteira com formação academica resumindo toscamente), porém aqui no Canadá você precisa ir primeiro ao médico de família e só depois ele te indica um obstetra ou midwife, no meu caso foi na 20a semana. Quando minha médica perguntou se eu queria midwife ou obstetra perguntei qual era a diferença e ela resumiu falando que obstetra tem acho que 8 anos de formação e a midwife 4, então, a pessoa aqui mudou logo de idéia e escolheu obstetra.
Porém, conversando mais com as pessoas, eu sempre ficava com pulga atrás da orelha sobre não ter escolhido a midwife, mas ok. Até que uma grávida que conheci aqui pariu com uma obstetra super fofa, mas disse pra mim que se pudesse voltar atrás que teria com midwife por causa do tempo que a midwife fica com você no trabalho de parto (o obstetra só fica no expulsivo e as chances de você não pegar o próprio médico, caso ele não esteja de plantão são grandes, ou seja….). No dia que resolvi mudar pra midwife, chorei bastante com minha insegurança, conversei com uma amiga daqui que tinha tido com midwife e toca meu telefone do consultório da minha médica de família falando o dia e hora da consulta com o OB. Fiquei mega sem graça de falar que não queria mais.. mas como eu teria uma consulta com ela antes, falaria que tinha mudado de idéia.
Conversei com minha médica e ela disse que era tranquilo que a opção era minha e me indicou um grupo de midwives perto de casa. No mesmo dia fui lá e conversei com a menina da recepção que foi uma fofa e disse que infelizmente elas já estavam lotadas pro mês de setembro. Pronto! Meu chão sumiu! Ela me ajudou e me deu 4 opções de centros de midwives que ela confiava. Cheguei em casa e liguei pra uma: lotada, pra outra, lotada. Chorei mais. E toca meu telefone, era a recepcionista do primeiro centro dizendo que tinha achado uma midwife pra mim e que amava ela e que inclusive iria fazer um curso com ela em setembro, que provavelmente a gente se encontraria. Que pessoa fofa!!!! Ela não tinha a menor obrigação de fazer isso por mim e conseguiu uma. <3
Como era sexta, os centros de midwives geralmente não funcionam e sai deixando um bando de recados em secretárias eletronicas, inclusive nessa que ela disse que tinha vaga.
Chegou na segunda, meu telefone começa a tocar, eram os centros ligando pra dizer que não tinham vagas e cada um me indicava outros (e sempre no meio falavam bem daquele centro que disse pra recepcionista que tinha).
Resolvendo mais problemas, pensei: só falta doula ser dificil também. Liguei pra doula brasileira que me indicaram e ela foi a mais fofa do mundo também me indicando outros zilhões de centros de midwives e até me disse de um que era justamente voltado pra imigrantes que já chegaram grávidas e que tinham dificuldade de encontrar midwife.
No dia seguinte, liga o centro que disseram que tinha vaga (aquele da recepcionista), falando que tinham vaga mesmo e me fizeram varias perguntas como: onde quero ter meu filho, quanto tempo ele tava, qual o nome do meu marido, etc. E marcaram a consulta. UFA!
Resolvi cancelar a consulta com o OB e pronto, lá fomos nós na primeira consulta com a midwife que o governo aqui de BC paga. Fiquei sabendo que em Alberta, por exemplo, midwife não é coberto.
Chegamos lá e fomos recebidos num clima mega aconchegante, o hall de entrada era como se fosse uma sala moderna, com cafezinho e chazinho, cheio de revistas e fotos fofas de bebês.

Entrando mais um pouco, tinha uma sala onde elas fazem o papa nicolau e a outra que era o lugar da consulta. Primeiro que não é maca, é divã, segundo que não é chão frio, são tapetes fofinhos e gostosos. Sentamos no divã e começamos a conversar.
Ela disse tanta coisa (1 hora de bate papo!), disse que midwife é pra gravidez de baixo risco que é a maioria, alto risco é pra OB, daí marido, que não tinha dúvida nenhuma, começou fofamente a perguntar umas 9283776296 de coisas:
_ Mas quando é alto risco?
_ Alto risco é quando tem diabetes gestacional que tem que tomar insulina, quando é gravidez de gêmeos, quando tem pressão alta não controlável, etc.
_ Mas e se a grávida que é de baixo risco se tornar de alto risco?
_ Nós indicamos um OB caso precise, mesmo assim vamos continuar acompanhando normalmente em conjunto, mas o parto será feito pelo OB.
_ A Carol tem medo de ter hemorragia porque ela doa sangue muito rápido. Isso é algum problema? (Sim! Ele falou por mim!!! hahahahah)
_ Sua coagulação é normal ou rápida? – disse ela olhando pra mim.
_ É. Já fiz o teste é é normal.
_ Então não tem com o que se preocupar :D
Aproveitei o papo dos dois e disse pra ela que eu só não teria normal se o baby não tivesse virado. Daí ela disse que quando isso acontece, lá pela 35a semana, eu vou com um OB indicado por elas pro hospital e o OB vira meu bebê e pronto! Vou pra casa com meu bebê de cabeça pra baixo e depois faço o parto normalmente. :D

Depois falou um pouco de como funciona o processo de quando eu entrar na hora do parto, que ela vai pra minha casa e depois juntas vamos pro hospital, caso eu queira em hospital (SIM!). Falou que quando eu sair do hospital, ela vai na minha casa no dia seguinte me ajudar a amamentar, ver como tá minha cabeça e meu corpo e continua nos acompanhando por 6 semanas!! <3 Disse também que tudo quem decide sou eu, que elas explicam tudo pra eu poder tomar minhas decisões. Falei que não queria tomar decisão nenhuma porque sou mega insegura, daí ela disse que não tinha problema, que muita gente também preferia assim, que então ela iria dizer pra mim o que a maioria das pessoas fazem, ou que elas recomendam. Sempre me deixando mais tranquila possível. Falou também que seria ideal eu pensar em ter uma doula, daí já disse que tinha uma. :D

Depois ela mediu meu útero com a trena, me mostrou com meu dedo onde estava o final e início dele, me fez senti-lo (lógico que não senti nada, mas falei que estava sentindo tudo ahahhah). Depois pegou um aparelhinho pra ouvir o coração e falou pro marido gravar (geralmente não oferecem isso aqui), estava 152 bpm, indo contra todas as teorias dos batimentos cardíacos de meninos. Tirou minha pressão e pronto!! AMEI!!!

Fui ao banheiro e enquanto isso, ela ensinou o marido como ouvir o coração do baby com um rolo de papel toalha!!!! Adoro essa tecnologia canadense ahahahah, mas que só dá pra ouvir a partir da 30a semana, ou seja, na próxima consulta vamos levar o rolo pra ela ensinar melhor (daí eu passo pra vocês).
Na verdade ela não, uma outra. Elas trabalham em equipe e são 3 midwives que vão nos acompanhar pra não correr risco de nenhuma delas não estar disponível na hora do parto. Por isso todas as outras estavam lotadas.

Enfim, marido disse que assim que entrou no consultório achou hipponga demais, confortável demais pro gosto dele, mas que depois ele adorou e ficou mega tranquilo quando eu disse que tinha gostado. Eu já sabia que seria assim porque já tinha conversado antes com uma amiga e ela tinha me dito que o ambiente era mega aconchegante. E digo mais: super trocaria minha casa pelo consultório delas :D

 

03jun 2013

365 Project – Março 2013

Postado por às em Project 365

Tentando deixar tudo atualizado (tá difícil!), vamos lá:
1 – Hamburguer de frango delícioso!!;
2 – Filomena só aprontando quando não estamos em casa;
3 – Passeio gigante com Bartô;
4 – Peixinho e purê fenomenal!! (by me :D );
5 – A laranja daqui é sem noção!!!;
6 – Pão de queijo pra grávida;
7 – Fase do ovo cozido (grávida feelings);
8 – Pra completar a sequência de comida hahaha Fish and chips!;
9 – Conhecendo Burnaby <3 ;
10 – Pré-estréia do filme OZ (nada como ir ao cinema de graça);
11 – Fase do queijo (grávida feelings);
12 – Charminho;
13 – Churrasco coreano!!! (Nesse dia cantei parabéns batendo palma sem saber que aqui não batem hahahaha SOZINHA! SOZINHA!);
14 – Dengo;
15 – Foto pro novo site;
16 – Descoberta de um macarrão muuuuito bom e num lugar mega pobrinho!!;
17 – Uma das fotos que fizemos pra divulgar a gravidez;
18 – Esse mês só da ela!!! Mas tava num dengo só com a mãe que dormia o dia todo;
19 – Cebola com molho shoyo do Alan… DIVINA!!!;
20 – Vontade de só comer salada (grávida feelings);
21 – Exame de sangue pra saber se o baby tem alguma síndrome;
22 – Noite de hamburguer gourmet do marido. TOP!!!;
23 – MINHA AFILHADA LINDA DE MORRER NASCEU!!! AMOOOOOO!!!;
24 – Passeio no shopps com sorvete no palito feito na hora!;
25 – Caiu a almofada, eu aproveito;
26 – Meu chef preferido que amo tanto;
27 – Levando o caderninho a sério (sim! Preciso falar sobre ele!!);
28 – BOLO CASEIRO pra comer na praia!! (Grávida feelings);
29 – Um charme em pessoa: hidratando o cabelo finalmente com Moroccanoil;
30 – Passeio com amigos e choppinho a beira mar;
31 –FINALMENTE fiz strogonoff!!!! Morri.

 

31mai 2013

Ei! Mocinho!

Postado por às em Família

Tô falando com você mesmo que tá aí brincando de sacanear sua mãe dando chutes na bexiga da mãe desde 19 semanas (desde 15 sinto voce mexer) e em alguma parte do intestino que faz sua mãe soltar pum sem conseguir prender fazendo passar vergonha.

Desde que descobrimos que você é um menino, ouvimos que tem tudo a ver com a gente, porque “seus pais são dois moleques”. Eu sempre falei que mesmo tendo menina eu compraria um carrinho de controle remoto sem fio pra EU poder brincar, agora não precisa ser carrinho da Barbie, pode ser um mais agressivo que acende farol e sobe em pedras e anda muito bem na terra com lama. Você só vai ficar olhando.

Seu pai é um perna de pau e provavelmente você terá esse dom, por isso, filho, desenhar é a solução. Nada de futebol.

Sua mãe voltava da escola toda mordida. E também foi mordida por um cachorro aos 3 anos. Não, os amiguinhos não estavam com fome e nem o cachorro estava bravo, sua mãe que mordia todo mundo porque tinha essa mania… Tinha?! Hmmm… Mania incurável. Ela morde seu pai no ombro quando está com vontade de comer doce, morde quando está nervosa, morde o próprio dedo quando quer morder uma criança e sempre declarou que poderia perder a guarda do filho por vontade de morder sua própria fofura. Portanto, prepare-se. O hematoma sai em 5 dias.

Você já tem 2 irmãos de espécies diferentes. Um deles, irá te cheirar e lamber seu chulé, sua coriza e quando você estiver engatinhando, ele vai estar ao seu lado lambendo sua orelha. Mas quando você aprender a andar, ele vai querer pular em você e você vai cair. Seus pais vão tentar evitar isso, mas nem sempre será possivel. Já a outra, vai querer brincar com seus brinquedos, dar tapas e agarrar seu mobile e ela também tem um pouco da mania da sua mãe e vai querer morder seu pé de manhã.

Seu pai é o ser mais calmo do planeta, porém, quando está jogando video game, ele se transforma, outra pessoa assume o corpo dele e ele se torna agressivo com o sofá que apanha sem culpa. Além disso, suas mãos ficam geladas. Não é legal ficar perto dele nesse momento.

E esse vídeo é você fazendo a farra como sempre, meu etzinho (enquanto você não tem nome, seus pais inventam cada coisa):

17mai 2013

Valores e Prioridades

Postado por às em Amigos

Hoje vou falar sério porque é algo que me atormenta e me deu vontade de escrever pra ver se isso sai da minha cabeça.
Sei que cada um é cada um e que a vida nos leva a mudar os valores, mas eu vejo tanto arrependimento depois que me trás um sentimento estranho, talvez de dó, quando isso acontece com algum amigo ou pessoa próxima, mas logo depois essa dó se transforma em: “Eu sabia e o tempo não volta, aprendeu?” E muita gente não aprende.
Eu sempre fui daquelas que tem em mente o “Carpe Diem”, mas na maioria do tempo me vejo parada sem fazer nada. Aqui mesmo noutro dia bateu um desespero, porque estava em casa coçando toda embuxada e pensei: Meu Deus! Não tô aproveitando minha vida antes de ser mãe! Tô aqui sentada no sofá olhando pra parede, jogando Candy Crush, ou dormindo e a vida lá passando!! Como assim?!?! E se acontecer alguma coisa? O que eu fiz nos últimos dias?! PN!!!! Já tiveram semanas aqui que fiquei em casa todos os dias e na sexta, dia de sair e encher a pança com comida da rua, eu falar pro marido que queria ficar em casa.. Oi?!?!
Agora não.. como está escurecendo as 9 da noite, marido mesmo saindo as 8 (ele tem saido as 6 Yey!) dá pra busca-lo no trabalho com meu barbudo querendo avançar em todos os cachorros maiores que ele, mas confesso que dá preguiça e quando meu pensamento é vencido pela procrastinação (falei bonito! adoro quando vem palavras difíceis) eu fico em casa, mas ultimamente tenho me forçado a ir pra rua dia de semana. O ruim é que como sempre digo, sou dependente de amigos e não gosto de fazer nada sozinha e aqui perto não tem ninguém disponível.
Voltando aos valores e ao que está me deixando chateada, são valores de amigos e família. Estão todos longe e eu passando por um dos momentos mais importantes da minha vida e quero compartilhar tudo com todo mundo que amo! Algumas coisas eu escrevo e outras eu quero Skype ou Viber, mas tem notícias que não se dá por um torpedo e a gente grava todas as reações pra depois mostrar pro baby teen que mesmo longe, tem um bando de gente torcendo e curtindo. É muito legal ouvir gritos do outro lado, pessoas chorando, sacaneando, curtindo todo esse momento com a gente. Mas infelizmente, não é todo mundo que abre mão de pequenas coisas como mudar um pouquinho da rotina como jantar 20 minutos mais tarde, ou ver um filme (em casa) depois, pra ter uma novidade que, teoricamente um dos melhores amigos, tem e é super importante. Eu e Alan largamos tudo  quando sabemos que é algo importante pros nossos amigos. Cansamos de adiar coisas de nossa rotina, ou nem fazer, pra poder ouvir nossos amigos. Lembrando que eu falo de rotina e não coisas que não podemos desmarcar, mesmo assim, já chegamos atrasados em compromissos pra poder estar ao lado de amigos.
Pra mim, existem 3 coisas importantes na gravidez: a descoberta dela, a descoberta do sexo e o nascimento. Se a criatura mexe o tempo todo e de sacanagem aperta o tempo inteiro teu intestino, fazendo você soltar pum do nada, isso é relevante e pode ser contado depois, via torpedo ou via email, mas as outras 3 coisas são importantes.
Estou chateada sim, porque ainda não contei pra 2 pessoas que dou muito valor (e que teoricamente me dão, mas não podem mexer nada da vida metódica) qual o sexo do baby ( não contei aqui ainda porque não temos 100% de certeza.. depois explico o porque) e provavelmente eles vão saber via Facebook, ou via qualquer outra coisa, porque estou cansando. Não quero contar de outra forma, mas acho que vai ser assim. E digo ainda que queriam que eu contasse via whatapp (oi?!), falei que queria contar com Alan do lado via skype e a pessoa ficou chateada. Chateada tô eu! E sinceramente? Quando contamos que estávamos grávidos, foram os que reagiram de forma mais estranha, mas isso não vem ao caso.
Maaaaas.. graças a Deus a vida nos faz seguir, mostrar o real valor das coisas e ver que tomamos decisões certas e perfeitas. E o melhor é o Canadá me mostrar isso tudo, que mesmo longe, sei quem está por perto e quem tem o mesmo pensamento que eu. Tenho certeza dos meus valores e das minhas prioridades e nela são meus amigos e família.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...