/ Viagens

13nov 2014

Minha Impressões Sobre Toronto

Postado por às em Canadá, Viagens

Marido diz que sou bairrista… ok, sou mesmo!!! Mas nunca, no mundo, pensei que fosse virar capial! Logo eu, uma carioca da gema, acostumada com muita gente, muito transito, muita confusão.
Outra coisa que sempre ouvi falar: Toronto é São Paulo e Vancouver é Rio de Janeiro. Comprovado!
Não querendo falar mal de Toronto, mas…

Voltando no tempo…

Marido conseguiu arranjar 40 dias de férias (leia-se desemprego, porque foi entre um projeto e outro e entre uma empresa e outra esse período, ou seja, DESEMPREGADO AHAHAH) e resolvemos, depois de 2 anos por aqui, ir ao Brasil. Primeiro porque ninguem conhecia o Nicolas, segundo porque… né?! Mesmo assim eu não estava animada. Só fiquei ansiosa quando o dia estava chegando e nada de pensar no vôo em si (PAVOOOOOR de avião!! PAVOOOOR!!). Daí, comprando as passagens marido perguntou:
_Vamos ficar uns dias em Toronto pra conhecer?!
_CLARO!!!
E lá fomos nós:

Nick ficou a maior parte desse vôo acordado, mas ficou bem calminho brincando com uns Legos. Mas, das 4 horas de vôo, dormiu uns 2 horas..

toronto01

Pegamos um carro logo no aeroporto com car seat e tudo e fomos logo pra casa do amigo do marido que era onde ficaríamos hospedados que era bem em Downtown. Mas antes, pra sair do aeroporto já foi um drama! Mesmo com GPS, rodamos que nem peru de tanto viaduto e entradas e saídas… CIDADE GRANDE, GENTCHI! No caminho, me assustei! Fiquei com medo do tanto de carro que tinha e foi aí que descobri que virei capial! Que cidade graaaande!!! MEU DEEEEUS! Não tô mais acostumada com isso não!! De qualquer forma, só se compara com Sampa por causa do tanto de carro, transito, prédios, etc, porque a educação continuava canadense. <3

toronto02

toronto03

A noite, ficamos lá na casa deles mesmo conversando e comendo, até porque chegamos a noite, na verdade essa foto anterior aqui era noite já… verão escurece tarde :D
No dia seguinte, fomos logo pra Niagara Falls, tínhamos decidido que Toronto mesmo iríamos conhecer se desse tempo hahaha E lá fomos nós!!
Marido achou que seria muuuuuito maior! Eu não tinha opinião formada, mas imaginava mais alto um pouco mesmo… mas é bem legal e lindo. E molha tudo! Achei que tivesse chovendo (tonta), mas não.. hahah
Nessa foto abaixo, do outro lado já é os EUA.

toronto04

toronto11

toronto05

toronto09

toronto10

toronto12

Daí subimos na torre pra ver tudo de cima:

toronto06

toronto07

Depois fomos pra uma cidade chamada Niagara On The Lake. Uma cidade fofa, só de idosos e bem aconchegante. No meio do caminho, só vinícolas. Um zilhão!

toronto13

toronto18

OPA! Temos um filho-polvo!

toronto14

Depois, voltamos pra Toronto (viagem mega perto, de 1 hora e pouco) e fomos no clássico: A torre! Fomos num horário que pegamos tanto de dia, quanto a noite.. a gente sempre faz isso quando vamos pra algum lugar assim.

toronto19

Marido entrando com o Nick no colo e tomando espreiada por todas as partes, vai que eram terroristas, né?!

toronto20

Aí, a pessoa já adora uma altura e tava lá toda tensa porque tinha o maldito elevador panoramico… até aí tudo bem, tava de costas pro mundo, porém, o carinha do elevador falou de repente: se olharem para baixo, verão que o chão é de vidro. PQP!!! Eu tava pisando bem em cima do vidro!!!! Quase morri!!! Troquei logo de lugar com marido, que estava em chão firme.

toronto21

Não satisfeitos só com o elevador, mais chão de vidro lá em cima… :-/

toronto22

Daí tem uma parte aberta, lá fomos nós! Só não contávamos com a ventania de lá.. conclusão, lá se foi nosso ticket!!

toronto23

toronto15

toronto16

toronto17

De lá, fomos direto comer uma pizza num lugar bem bacana… E no meio do caminho, esse tanto de gente!!  Já falei que virei capial?!

toronto25

Aqui era a vista do ap que a gente ficou… pobreza.

toronto24

No dia seguinte fomos conhecer Toronto, já que nosso vôo era só a noite..

toronto08

Um fato mega curioso nas nossas vidas: ODIAMOS TODAS AS CIDADES COM BONDES!!!! Por que?! Não sei!!! Mas ODIAMOS Milão, ODIAMOS São Francisco e daí quando vi esse bonde eu comecei a rir, porque confesso que tinha acabado de falar mal dos parquinhos de Toronto e achado a cidade mega suja, e eis que surge! Daí lembro que falei: AH LÁ!!! E rimos!!! Mas ok! Não odiamos Toronto! Mas também não morremos de amores… virei capial e sou bairrista.

toronto26

Achei a cidade muito pichada…

toronto28

Uma coisa que falei mal também pro marido, de 4 parquinhos que passamos, NENHUM tinha balancinho pra bebê… tudo bem que conhecemos só o centro, mas no centro de Vancouver todos os parquinhos tem…  (tive que comparar porque… né?) MAs mesmo assim ele foi comigo no meu colo :D

toronto29

Agora o TOP (ahahahah até parece), foi visitar o prédio da Erica!!! OWmmmmmm, Pra quem não conhece, Being Erica é um seriado super bacana gravado todo em Toronto.. eu fui tanto no prédio dela (caindo aos pedaços, quanto no cafe que ela frequentava e era o estúdio dela <3

toronto27

Bem, é isso… não tivemos muito tempo de conhecer Toronto, mas o que conhecemos foi bem legal. Tá.. por opção, não troco Vancouver por Toronto nem a pau, mas Toronto tem seus encantos mesmo assim.

24jan 2013

Fui ali.. almoçar nos EUA e já voltei…

Postado por às em Viagens

SIM!!! Fizemos isso na semana retrasada!!! Sábado decidimos se a gente iria pro norte conhecer mais British Columbia ou se a gente desceria até Seattle nos EUA no domingo porque o tempo estava lindo!! Alugamos um carro domingo mesmo de manhã cedinho (não temos carro aqui porque fazemos tudo a pé, ou de transporte público) e fomos embora com os passaportes antigos na mão que são onde tem o visto dos EUA. Na hora de alugar o carro a mulher falou que deveria ter uma fila enoooorme na fronteira, mas dane-se estávamos na pilha e cagamos e andamos pro que ela disse. Conclusão, antes de chegar na fronteira, tem umas placas dizendo quanto tempo estava demorando pra passar e era de… 5 minutos!!! (Oeeee!). Na verdade demorou mais.. 10 minutos na fila dos carros. Daí como era a primeira vez que estávamos fazendo isso, tivemos que sair do carro e ir pra um prédio da polícia americana e falar pra onde a gente estava indo:
- CHEESECAKE FACTORY!!
A americana não deu nenhuma risadinha e não fez nenhum comentário.. (sim.. estávamos nos EUA.. se fosse no Canadá…) e quanto tempo a gente ia passar (algumas horas, tá valendo?!), aí ela nos deu um visto de multipla-entrada que vale 1 mês a mais que o nosso visto oficial (ok.. o dela também é oficial, mas vem num papelzinho grampeado no passaporte novo). EEEE!!!!

O único problema desse dia é que estava passando muuuuuuito mal!! Estava no auge da primeira gripe canadense, então nem curti o momento. Fomos até Seattle, comemos na Cheesecake Factory (ai ai… ), descemos a pé até o Public Market, conhecemos o primeiro Starbucks do mundo e pedi arrego, chorando pra ir embora.
Fazendo uma vista super rápida, achei Seattle idêntico à San Francisco.. conclusão: Horrível! Cheio de mendigo e cidade suja, mas vou dar um desconto porque estava muuuito mal! Foi a primeira vez que passei em frente de uma ROSS e não entrei, só queria ir pro carro.
Na volta, conhecemos alguns Outlets (os canadenses descem pra fazem compras), vimos que quase na fronteira tem um Outback (EEEEEE #addicted) e na hora de voltar pro Canada… aí sim.. demoramos um bocado..  acho que uns 30 minutos.


Agora vejam a diferença do americano pro canadense na fronteira (acho que por isso que a fila estava maior pra entrar ahahahah):
O policial:
_ Boa noite! O que vocês foram fazer nos EUA? (abrindo nosso passaporte)
_ Conhecer Seattle.
_ E vocês trabalham aqui?
_ Sim!
_ O que você faz? (Pro marido)
_ Sou animador
_ Ah é?! Pra qual empresa?!
_ Sony
_ Nossa!! Tem muitos projetos lá, né?! Conheço algumas pessoas! Você está fazendo o que?!
bla bla bla bla bla bla bla
_ E compraram alguma coisa nos EUA?
_ Não..  (MENTIRA!! Compramos 2 roupas e uma coleira pra Filó)
_ ok! Vão lá! (Eles acreditam na palavra.. owm… dá até dó de mentir)

OBS 1: Os canadenses são MEGA simpáticos!!! Não é a toa que dizem que o Canadá é os EUA melhorado hahaha (#aquelas que já vestiu a camisa do país)
OBS 2: A lei diz que se você passar até 24h nos EUA, você não pode trazer NADA! (ok.. roupas dizem que não batem na alfandega, então…) e entre 24 e 48h você pode trazer até $200.

OBS 3: de Vancouver pra Seattle foram 3 horas de viagem com imigração… Pertinho ;)

17dez 2012

NEVE!!!!

Postado por às em Canadá, Viagens

E finalmente.. VIMOS A NEVE!! Pegamos o ônibus e fomos numa estação de ski pertinho chamada Grouse Mountain.. (pertinho mesmo, de onibus foram 40 minutos, de carro dá no máximo 20). Fomos agora porque estava tendo coisinhas do Natal :D
E só preciso falar que sempre achei que a neve tinha textura de algodão doce, maaaaas, é textura de areia fina!!! Achei que dissolvesse na mão, mas não!!
Bem, o resto as fotos falam (algumas passando o mouse por cima tem legenda) :

Resumindo, o clima de neve é sempre diversão e nunca sofrimento (ok.. sofri demais com o frio na fila do trenó, por isso não fui na fila do Papai Noel). Todo mundo brincando feliz (crianças não sentem frio), fazendo guerra, anjinho, etc, os adultos sem filhos vão esquiar, fazer snowboard, patinar, etc e os adultos sem filhos que não sabem que são adultos, brincam de guerrinha e skibunda. ;)

 

30nov 2012

Canadá: O Vôo Com as Crianças – parte 2

Postado por às em Canadá, Família, Viagens

Chegamos em Toronto doidos pra pegar o Bartô e ver como ele estava, mas assim como quando viajamos sem a Filó pra um final de semana em Sampa, falei pro marido que ele iria na frente ver se o Bartô estava vivo, que eu não ia aguentar e não queria ver…
Saímos do avião e fomos andando rápido em direção as malas, só que antes tinha que passar pela imigração, nisso Filó já estava acordada e miando o tempo todo.
Chegamos perto de onde o povo estava pegando as malas e marido mais na frente, de repente ele corre e entra num lugar que não consigo mais vê-lo.. saí correndo também desesperada (com Filó sempre comigo) e de repente tava lá o Bartô, todo lindo, feliz da vida. Me joguei no chão perto dele e chorei horrores de abrir o berreiro de tanto alívio. Alan abriu a caixa dele e Bartô veio todo lindo com a tartaruga de pelúcia dele na boca.. owm…. choro só de lembrar, gente!! Como assim, ele todo lindo, ainda lembra de pegar a tartaruga e mostrar pra gente?!?!?!?! Coisa linda da mãe!!!!! :’)
Daí, marido foi pegar as malas, enquanto isso comecei a dar comida pra ele (comeu tudo!!) e água (bebeu meia garrafinha que pegamos no vôo). Isso tudo dentro da caixa de transporte, porque né? Já estávamos em terras canadenses… 
Com as crianças devidamente lindas, alimentadas e hidratadas, lá fomos nós tentar pegar o outro vôo (por causa do cancelamento do vôo anterior, nossa escala tinha somente 1:30!), daí de repente um árabe com tubante e tudo da polícia canadense nos para e pergunta todo grosso:
_ Por que você não declarou o cachorro?
_ Ahm?! (marido disse) Err… hmmm….
_ Vai lá praquela área.
E lá fomos nós pra polícia… Uma poilicial canadense nos atendeu e disse:
_ Vocês tinham que ter declarado o cachorro e o gato aqui nesse papel. A multa pra cada um é de $800.
(Eu normal, sem entender nada ainda, feliz da vida com meu Bartozinho vivo)
Alan disse:
_ Nossa! Mas…
_ Tudo bem. Vou dar somente uma advertência, mas da próxima vez leia com mais atenção. Vai lá no caixa e paga somente o imposto de importação de animais que é de $40 e vou liberar vocês rapidinho porque vocês tem o outro vôo que é daqui a pouquinho.
Depois que saímos, marido:
_Você não entendeu nada, né? Tadinha,,,,
AHHAHAHAHAHA dá 0 pra mim!

Agora era outro grupo de profissionais da Air Canada e outras pessoas no vôo.. já não tinha mais quase brasileiro e não éramos mais conhecidos por todo o avião…
Colocamos o Bartô num carrinho perto da esteira pra onde as malas iriam e ficamos esperando alguém pegar ele. Daí veio uma moça verificar a etiqueta e eu disse:
_ Ele vai pra Vancouver comigo, tá?!
_ Sim!
Depois veio um negão todo sorridente pegando ele e eu falei:
_ Oh! Toma cuidado, tá?! POR FAVOR!!!
_ Claro!! Pode deixar (e abriu o maior sorisão)
Fiquei super tranquila com o carinho que ele levou meu Bartozinho.
Entramos no avião e avisamos que tinha cachorro novamente pra um comissário, daí o comissário abriu a cabine do capitão e disse que tinha cachorro, o capitão disse que estava tudo ok. :D
Nisso, Filó miava horrores. Como ela não parou, tascamos 1 gotinha de dramim nela (dose menor, porque.. sei lá, ne?! E o Bartô não tomou porque a veterinária disse que se ele estivesse tranquilo de um vôo para o outro, pra não dar.).
Aí começou a magia do Canadá e das pessoas de bom coração (ok, já tinha começado da policial ter liberado a multa de $1600), mas leiam só:

Nesse vôo sentamos na janela e perto da asa, tava chovendo muito e o avião nada de decolar por causa do tempo, nisso, pelo lado de fora, surgiu uma cabeça um pouco abaixo da minha janela (eram aqueles caras que mexem nos carrinhos que vem com as malas e colocam as malas pra dentro, sabe?) e entra mala.. e entra mala… de repente, quem eu vejo? MEU BARTOZINHO!!!! Falei pro Alan:
_ MÔ!! É O BARTÔ!!!!
E aí uns 4 caras começaram a prender a caixa dele numa plataforma láá no chão (e chovendo demais), eu só pensando:
_Owm… tadinho.. deve estar morrendo de frio…. ele não tá entendendo nada…
Quando de repente, surge na minha janela um celular com uma mensagem:
_ É seu cachorro?
GENTE!!! O cara que tava mexendo no carrinho das malas e que ia mexer no meu Bartozinho falou comigo escrevendo um texto no celular!!! NÃO É A COISA MAIS FOFA DO MUNDO?!?!?!
Eu disse que sim, aí ele escreveu de novo:
_ Ele vai de primeira classe.
Morri de tanta fofura!!
E de repente Bartozinho começa a subir:

Quando ele já tava dentro do avião, mais uma mensagem:
_ Vou deixar uma luz acesa pra ele.
E foi lá dentro das cargas (provavelmente acender a luz) e saiu. ♥♥♥♥
Quando ele tava quase descendo, agradeci horrores!!!!!!!!!!!!! Quanto amor!!!!! Que pessoa boa, meu Deus…
E voamos…. Dona Filomena querendo sair da caixa:

Mas depois de 30 minutos, dramim fez efeito de novo nela :D
Por algum momento pensei em ter ouvido um latido (já que ele estava embaixo de mim), mas pensei:
_ Não.. deve ter sido outro barulho parecido. (aham)

Chegando em Vancouver, lá fomos nós correndo pra parte das malas e ficamos esperando.. esperando.. e tinha uma área que era a de cargas especias e de repente abriu a porta!! E tinham amiguinhos com ele (4 da mesma dona)!!!!!!!! Ou seja, foi o latido dele que marido também disse que tinha escutado!!! ahhahaha Foi uma farra!!! 

Enfim.. chegamos todos bem, estamos curtindo horrores! Já compramos roupinha a prova de frio e chuva pra ele passear na rua e tudo. E esse foi o drama, que parando pra pensar, foi tudo muito mais tranquilo do que pensamos e realmente a Air Canada, como falaram pra gente, é excelente no transporte de animais (e de pessoas também, porque tem bancos largos e confortáveis na medida do possível).

26nov 2012

Canadá: O Vôo Com as Crianças – parte 1

Postado por às em Canadá, Família, Viagens

Enfim, chegou o grande dia… fomos primeiro pra Sampa pra casa do tio do marido que fica perto do aeroporto de Guarulhos.
Nem fomos abarrotados, né?
Fizemos isso por alguns motivos: nada de pegar TAM do Rio pra São Paulo com cachorro indo como carga, zelo muito pela vida do meu filho; outro motivo foi porque como não vendemos nosso carro no Rio, entregamos ele pro meu cunhado levar pra vender em Rio Claro (já havíamos deixado procuração com ele pra vender com calma), então foi até bom pois conseguimos nos despedir dele de novo.
Nosso vôo estava marcado pras 22:25 do dia 9 de novembro, chegamos lá de taxi (ó nós no taxi:)e super cedo (17:00) porque não sabíamos como ia ser o checkin do Bartô e também porque já perdemos um vôo na França por 4 minutos de atraso (hahaha :P), fizemos o checkin das malas e pagamos a taxa da Filó (que iria com a gente na cabine) e do Bartô (zilhões mais caro e pra ganhar cabelos brancos de preocupação), ficamos na area de fumantes com o Bartô no chão fazendo xixi e passeando, esperando dar 20:40 pra ele embarcar…

Demos 5 gotinhas de dramim pra ele (recomendado pela veterinária) e entramos no aeroporto de novo, nisso, Filozinha super calminha e quietinha (conseguimos que ela tivesse feito xixi e cocô antes de irmos pro aeroporto), na hora de falar com o atendente responsavel pelo Bartô na Air Canada, ele disse que o vôo havia sido cancelado (oi?!)!!! Como assim?!?
_ Por que?!?
_ Motivo de manutenção
_ ah… Então tá ótimo! Quero chegar viva!
(Vamos lembrar que tenho pavor de avião? e que Rio-São Paulo também foi feito de carro porque eu posso chegar de carro?!)
Eles estavam dando hotel pra todo mundo, mas esse hotel não aceitava animais… Ok.. Pagaram taxi e voltamos pra casa do tio do marido.
Dia seguinte, vôo às 13:05, checkin ia abrir as 9, chegamos as 8:20. Filó, puta da vida, miando horrores e saindo direto da caixa dela, Bartô, nem aí pra hora do Brasil (dramim do dia anterior acho que nem fez efeito, mas…).
Mesmo processo, ficamos até 11:40 passeando com Bartô até ele ser despachado… demos o dramim pra ele E pra ela (2 gotinhas pra parar de miar hehe), e entregamos ele pro moço da Air Canada… Chorei horrores!!! Lá foi ele pra um elevador e fomos nós atrás… e eu chorando… e então entramos na area onde tem o freeshop, essas coisas…
O vôo inteiro já conhecia a gente por causa deles.. E todo mundo falava com a gente… já praticamente não existia um gato… Filomena tava acordada, mas quietinha.. Toda linda e comportada.. Ah.. O Dramim.. <3
Quando era pra gente entrar no avião, eu perguntei pra atendente da Air Canada (lembrando que TODOS já conheciam a gente) e ela disse que o Bartô já estava no avião e que já tinham passado pelo rádio pros funcionarios e tripulantes… Mesmo assim, quando entramos no avião, falamos que tinha um cachorro e eles disseram que já sabiam também.. :)(Nunca é demais falar a mais nessas horas pra controlar o coraçãozinho da dona viajando com o cachorro de avião, né?!)
E pronto.. Simbora pra Toronto pra primeira parte da viagem com uma gata chapada…
E posso dizer que não sei se eu estava nervosa com Bartô lá embaixo e com a gata pronta pra fugir, mas esse vôo foi o que eu menos fiquei com medo na vida! Chorei, lógico, mas… tinham outras preocupações na minha cabeça além da minha vida hahah.
Bora ver um filminho?! (Na verdade vi um documentário da Kate Perry e marido viu uns 3 filmes)

E pro post não virar um livro, a segunda parte vou colocar amanhã ou depois.. mas preparem-se que terão cenas muito emocionantes.. de rolar lagriminha!! (vídeos virão, aguardem..)

29ago 2012

Curiosidades de Viagens – Hollywood

Postado por às em Viagens

Pombas.. eu crente que ia começar a falar agora sobre nossas últimas férias (que já tem 1 ano, não postei ainda aqui, mas por causa do Canadá, esse ano ainda não tiramos férias e eu tô desesperada!), mas já rolou o primeiro post sobre Los Angeles em outubro do ano passado (hahahaha post novinho) e então vou seguir em frente.. quem quiser mais detalhes de como fomos parar lá e do que está por vir é só ler o post de Los Angeles.

Mas antes de tudo – pausa – NOSSO LMO SAIU ONTEM!! Uhul!!! WTF?! LMO. Leia aqui. Agora é só dar entrada no visto!!! Tá caminhando, começando a virar realidade… :D

Voltando.. hoje vou falar de Hollywood.. Glamour? Gente ryca e phyna? Não mesmo! Lá só tem aquela rua, mínima por sinal e bem mequetrefe, cheia de sósias pedintes, nada bonito. Achei chumbrega.

Uma das estrelas mais disputadas ainda na calçada…

Ok.. engana bem… :D

Eu definitivamente sou uma pessoa ignorante em termos de cinema e televisão (música até que não), porque eu só conhecia esse (ok.. tinha o Pato Donald do lado)

E esses três aí.. o resto… ai que burrica! Dá zero pra ela!

E eu querendo fotografar a rua, de repente passa uma ferrari me atrapalhando.. (esse carro preto pela metade aí).. 

O próximo post da viagem é mais legal :D

28ago 2012

Viajando sem Gato

Postado por às em Família, Viagens

No primeiro final de semana de agosto foi a primeira vez que viajamos sem a Filó. Momentos de tensão… sabemos que gatos vivem bem até 4 dias com os donos viajando, então saindo na sexta de manhã e voltando domingo de madrugada ela ia tirar de letra, certo?! Cheia de comida, areia, água.. tudo lindo!
O tempo todo durante a viagem pensamos:
_ Mal sabe ela que vai dormir sozinha hoje.
Chega a noite:
_IH! Agora ela deve ter se tocado
Aí meu coração de mãe apertadinho e imaginando ela toda enroscadinha, mas aprontando todas quando acorda…
Na volta pegamos um big engarrafamento de desligar o carro por quase 1 hora (acho até que a foto que tirei foi pro brejo), conclusão, chegamos em casa as 2 da matina.
Subindo o elevador eu falei com meus pensamentos super otimistas:
_ Filó deve estar morta, não de fome, mas com certeza comeu algo que não devia (o gato de uma cliente minha comeu um fitilho e quase morreu! Mas deixamos a casa inteira antes de sair a prova de gatos). Eu vou ficar aqui na porta se ela não vier receber a gente, tá?
Ela não veio. Marido olhou os potes de água, foi ver os de comida e voltou dizendo:
_ Ela não bebeu nada e comeu só um pouquinho…
_ Ela morreu, mo! Tá presa em algum lugar morta, não falei?! (Me tremendo toda)
Marido procura pela casa toda e nada, nos buracos mais provaveis e nada, mas Bartolomeu já tinha achado a criatura e apontava pra debaixo do sofá. Marido:
_ Ela tá aqui!
_ Tá viva?
_ Tá! De olhão aberto deitada. Vou levantar o sofá e você tira ela daqui, tá?
_ Mas ela tá machucada? Será que ela tá bem? Aposto que ela tá machucada.
_ Não sei, mas ela tá aqui. Vou levar o sofá e você tira ela.
Óbvio que não consegui tirar ela e ainda fiquei com medo de marido perder as forças e esmagar a bicha debaixo do sofá, mas Bartô foi em cima dela, ela tascou um “fuzzzz”e saiu.
Estava assustadíssima! Não ficou de mal com a gente como alguns gatos que conheço quando os donos viajam ficam, mas ficou uns 10 minutos pra lembrar que a gente não faz mal. E logo depois Filomena já estava toda toda e brincando com seu irmãozinho.

Conclusão que tiramos: Ela comeu só no primeiro dia, daí quando chegou a noite e viu que estava sozinha ficou boladona e assustada e viu que aconteceu o mesmo no dia seguinte. Tiramos a conclusão que ela ama a gente nesse final de semana, quando a gente sempre achou que ela fosse uma mera felina sem sentimentos. <3

06out 2011

Curiosidades de Viagens – Los Angeles 01

Postado por às em Viagens

Pra começar a saga, ainda estou preparando aqui e como sempre, nada de dia-a-dia, nada do que fiz exatamente, pra quem não sabe, eu relato somente curiosidades das viagens porque se você vai pra um lugar, você entra no Google e pronto! Tá tudo ali… Então, eu só falo o que acho curioso e interessante pra mim e que gostaria de compartilhar com vocês.
Antes de tudo quero dizer que essa foi a viagem mais aventureira que fizemos, compramos as passagens e só! Nem hotel a gente não reservou daqui. Na verdade reservamos o carro também. Fizemos Rio-LA, depois LA-Rio, com escala no Panamá (sem precisar vacinar porque não saimos do aeroporto.. até porque se precisasse não viajaríamos, porque lembramos disso 2 dias antes de sair do Rio).
Chegamos lá em LA, pegamos o carro (mais conhecido como RPG, nosso companheiro de viagem) para os 20 e tantos dias e lá fomos nós! Na verdade em Los Angeles nós tínhamos uma casa pra ficar, então quando resolvemos subir pra São Francisco que fechamos o hotel de lá e muitas vezes dormimos em moteis fofos de beira de estrada, super comuns lá nos EUA… nada de ficar preso. Não gostou de tal lugar? Vamembora!

Vou começar logo com gordice, porque gordo não está só no corpo e sim na cabeça, e nós somos mentes gordas, ainda mais nos EUA que as comidas são sempre maravilhosas!!! E baratas.

Fomos passear na Promenade de Santa Monica, uma rua só de lojas, que não comprei nadica, e falaram pra dali a gente ver o por do sol da praia que fica do ladinho e comer no Bubba Gump, o legítimo restaurante do filme Forrest Gump. Fomos lá, mas estava um frio desgraçado (verão e frio… só lá mesmo.. aff), o que resolvemos fazer?!

Caminhamos até o pier…

E resolvemos otimizar o tempo: Vamos ver o por do sol no Bubba Gump!

Melhor coisa que fizemos… uma varandinha fechada e olha só ele ali se escondendo atrás das montanhas!
Pra completar, o restaurante é de se apaixonar pela criatividade, atendimento e comida (opa!)
Assim que sentamos, recebemos instruções de que se a gente quiser que o garçon pare, é só colocar essa plaquinha:
E se não quiser que ele te perturbe, essa! ADOREI!
O cardápio fotografico é nessa raquete de tênis de mesa (tá vendo que estou com unha pintada? Pois isso foi dia 24 de agosto e fui pintar de novo só ontem as 23:30, dia 05 de outubroooooooo!!!, não tô falando que tô sem tempo?! Cês não acreditam…. :P)
E o refil, não só de lá, mas de todos os EUA, é refri e limonada, ou seja, me entupi de limonada… essa acho que era limonada com morango.

Frutos do mar lá é bem mais barato que carne vermelha.. nem me fiz, né? Não como carne vermelha e sou apaixonada por frutos do mar… esse era um mix de várias coisas, uma delas era um camarão crocante e o crocante era coco!! Sem noção!

O garçon mesmo disse que era muita comida e ficou impressionado de como a gente comeu! ahahahhaha (gordos!)

AH! E ele fica no final da famosa Rota 66 que acaba nesse pier em Santa Monica.

17jun 2011

Curiosidades de Viagens – Paris 07

Postado por às em Viagens
Essa post é sobre a comida em Paris.
Sem noção que o melhor café da manhã foi lá.. Óbvio!! Croissant não existe igual.. não tem nada parecido por aqui. E já me vieram falando uma vez: prova que é tão bom quanto os de Paris.. não chegava nem aos pés.. nada! Só indo pra saber. A massa é meio folhada e o recheio é de Nutella. Em todos os lugares eram assim, não era só no nosso hotel não.
AH! E o café era no quarto porque lá tem muita coisa subterrânea (restaurantes sempre tem uma escadinha no canto e quando você desce tem um mundo lá embaixo hehehe), mas como o local do café da manhã era subterraneo e apertado, ou seja, mega claustrofóbico, tivemos a opção de ter sempre café no quarto :D

Macarrons!!!! Provei lá.. nem achei tão bom.. e olha que vem de lá, ou seja, o daqui deve ser pior ainda hehehe. Assim, é gostoso, mas não é isso tudo que falam não.

Uma dica preciosa que minha prima me deu: Formulée (fala formulê com bico porque é francês)! Formulée é tipo um PF só que é um kit. Vem ou a entrada e o prato principal, ou o prato principal e a sobremesa, sendo que tudo por uns 12 euros. E vou te dizer que é tudo de bom!!! O Alan pediu uma carne lá com macarrão e eu um omelete com salada e batata frita. Água?? Da bica. Lá é água mineral de graça, assim como na Itália.

Nesse dia quase nos ferramos.. entramos no Hippopotamus, um lugar tipo um Joe&Leo’s e o menu era todo em francês!! Nadica em inglês!! Só sabíamos algumas palavras porque fomos com um livro que tinha algumas traduções, mas e o resto? A sorte é que sentou do lado da gente uma brasileira que morava lá e perguntei o cardapio inteiro pra ela hahahaha. Desde o início, Alan sabia o que pedir: Ratatouille!! Um animador, indo pra terra do Remi, não vai provar um Ratatouille?

Paris acabou por aqui! Agora acho que vou postar sobre a Italia, depois dos States. :D
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...