28nov 2013

Relato do Parto – Parte 3

Postado por às em Gravidez

(pra quem não leu, a primeira parte tá aqui e a segunda parte aqui.)

E lá mudaram a grávida de novo de posição.. dessa vez ela ficou de lado, com as pernocas completamente fechadas e travadas (oi?!), segurando a mão do marido.
A sensação das contrações que antes pareciam cólicas menstruais, viraram então cólicas parecidas com a vontade de fazer cocô.

* Não leia se for fresconilda(o) e tiver nojinho:
Falando em fazer cocô, a fotógrafa tinha falado pra grávida que ela poderia ter a sensação de querer “reinar”, mas que na verdade era a cabeça do bebê pressionando pra sair que dá a sensação de ter uma bosta pedindo pra sair e essa sensação ela teve o parto inteiro.

Voltando…, a grávida tinha 3 vontades de empurrar em cada contração e a terceira era a que ela empurrava mais. Como ela estava de pernocas fechadas, falaram pra mudar de posição e tascaram ela de barriga pra cima apoiando as pernas num ferro que “surgiu” na maca como mágica, além disso, a midwife fez um segurador de pano maravilhoso, onde a cada contração a grávida fazia força com os braços e não com as pernas pra empurrar o menino.

A cada empurrada de por exemplo, 5mm, voltava 4mm quando terminava.. legal, né? Midwife falava pra empurrar e segurar por uns 5 segundos pra não voltar tudo de novo. Ok.
A grávida ficou nessa história por um booom tempo (marido dela tinha falado que foram 3 horas, mas de acordo com o relato da doula, foram 2). Tascaram um espelho gigante na frente da perseguida pra grávida ver o que estava acontecendo lá embaixo já que ela escreveu isso no Plano de Parto que fez antes e como um milagre, a visão dela que precisa de óculos com 7.5 graus de hipermetropia e 5.5 de astigmatismo, enxergava perfeitamente o espelho. De repente a midwife fala pra ela sentir a cabeça do bebê.
_ Que sensação doida!! Parece que tô tocando numa parte anestesiada, porque sei que é pele, mas não sinto nada – Pensou.
Além disso, quando estava começando a coroar, falaram para a grávida olhar pro espelho como forma de estímulo:
_ Tá vendo ali a cabeça do bebê?! – Perguntou a midwife.
- Aham!! – Disse a grávida sorrindo e mentindo, já que o milagre da super visão tinha ido embora.
E depois de tanto empurra-empurra e segura por 5 segundos, a midwife falou:
- Ok… agora ele não volta mais, tudo que você empurrar não vai mais voltar.
A grávida só ouviu que ele não voltava mais e aí apertou o botão da loucura. Ela pensou:
_ Na próxima contração ele vai sair de qualquer jeito! Não tô nem aí!! Cansei! Chega!!
E foi assim… Veio a contração, e a grávida que só estava gemendo, passou a gritar loucamente fazendo força. Seu grito foi ouvido por toda Vancouver, luzes se acenderam, pessoas surgiram na janela..
Grito gigantesco, longo e força, muita força! A dor que tanto falavam chamada “Círculo de Fogo” foi completamente ignorada ou inexistente pela grávida. Ela só pensou:
_ Puta merda! Agora não posso mais parar senão vai ficar travado no meio do caminho.
E continuou de uma vez só.
Às 5:58, quando ela achava que não ia acabar nunca, a dor sumiu e tascaram um coisa gororobenta e super quente entre os peitos da grávida… opa.. grávida não: MÃE!
E ela só falou:
_ Ai meu Deus, o que eu faço com isso?!?!

Meio sem saber onde estava. Quando grávida no trabalho de parto, ela quase não abria os olhos e de repente, ficou super alerta, querendo ver como era aquela coisinha quente gelatinosa no seu colo.
Olhou pro marido e disse:
_ É de verdade?!?!
E começaram a chorar.

(cara mega esquisita que a mãe saiu!)

Tascaram ele no peito e como se fosse expert, o bebê começou a mamar.
_ Mas não tem nada aqui!!! – Disse a mãe.
E foi quando perguntaram, qual é o nome dele? E os pais responderam oficializando: Nicolas!
Depois de um tempinho, marido cortou o cordão umbilical e avisaram pra mãe que iriam fazer as medidas dele enquanto ela expulsaria a placenta. Mas tudo na mesma sala e no mesmo local. Marido foi acompanhar o filho, que media 50.5cm e pesava 3.175 Kg, enquanto a Mãe expulsava a placenta que foi super tranquilo, não tinha sentido nada.

Logo depois a midwife falou que chamaria a obstetra de plantão para dar os pontos na perereca, e enquanto a perseguida era costurada, ela aprendia como dar de mamar.

Às 8 horas, todas as meninas tinham ido embora (Midwives, doulas e fotógrafa) e os mais novos pais do mundo foram para o quarto junto com seu filhote para começar uma nova vida cheia de amor, descobertas e alegria.
E estão vivendo felizes como sempre.
FIM.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

27 comentários deixe um →

  1. Maitê

    Posso falar ??? (só agora consigo) … PQP … que nervoso !!!!! Só não digo que senti a dor enquanto lia o seu relato, pq acho que isto é impossível !!!

    Sério … Juro pela minha filha … Vc foi uma heroína !!!! Eu não tive (e acho que nunca vou ter) coragem de fazer um PN … mas admiro demais quem faz. Sou mega frouxa e qualquer dorzinha me faz perder a boa vontade de viver. Para vc ter uma ideia … eu tenho cólicas tão fortes que depois que a Giulinha nasceu, eu passei a tomar anticoncepcional direto só para não menstruar por um tempo. Imagina eu louca de dor, com um bebê e sozinha ??? MORRI. (pode me chamar de fresca !!!!!).

    Enfim … Parabéns pela coragem, pelo filhote fofo e parabéns para esta equipe show de bola !!( se eu tivesse uma equipe destas por aqui, talvez me incentivasse a tentar um PN no segundo).

    Beijinhos !!!

    Responder
  2. Ahhhhhhhhhhh, chorei! Pqp cara, sem palavras. :’)
    Que Deus abençoe muito a família de vocês!!! ♥

    Foi a história mais linda, ever!!!

    Responder
  3. Acabei de ler todas as partes e chorei aqui que nem besta, principalmente na última parte!
    Ri um monte com a coisa gelatinosa que colocaram no seu colo, com a hora da torrada.. E com mais um monte de coisa que você contou! :’)

    Tudo lindo, Carol! Que bom que te convenceram a não tomar anestesia. Acho que você do futuro ia pensar que dava pra aguentar sim.. Haha :P

    O Nicolas nasceu graaande! :)
    Nessa última foto ele está super expressivo! ^^

    Responder
  4. renata mello

    Chorei! Muito obrigada por dividir isso conosco!

    Responder
  5. Ollhos CHEIOS de lágrimas!!! É MUITA emoção! Adorei o relato, verdadeiro, sem frescura, mas com poesia. Lindo!!! (Ai, mal posso esperar minha vez…)
    Vamos lá, partes que mais gostei:
    “Puta merda! Agora não posso mais parar senão vai ficar travado no meio do caminho” MORRI de rir!!! kkkkk
    Foto do Nicolas segurando o dedo do seu marido. QUE COISA MAIS LINDA!!!
    Sobre a pressão que parece vontade de fazer #2: bom saber disso! Já sabia que as vezes um #2 dá uma escapadinha (estou me preparando psicologicamente para ligar o “foda-se” nessa hora), mas não sabia que a sensação de empurrar era similar…Obrigada pela dica (pq se não, ia ficar “me segurando” e provavelmente não seria uma boa idéia na hora…)
    Parabéns pelo parto natural, orgânico e lindo! Impressionante o que nossos corpos conseguem fazer, né?! É um negócio animalesco, mamífero, natureba, cheio de poesia! Já tive muito medo do parto, mas sempre soube que gostaria de ter parto normal (de preferência, sem anestesia, mas se não aguentar, epidural tá aí pra isso…) Quanto mais leio relatos de partos naturais, fico mais convencida que não só é uma experiência mais saudável, com benefícios para mãe e bebe, mas tb que é algo completamente factível e uma experiência única.
    beijinhos e obrigada por ter corrido para por o relato aqui enquanto Cub aguarda…

    Responder
  6. Ai que final mais lindo! Me emocionei, mas também ri um bocado… A começar com você tocando a cabeça do bebê e pensando em pele anestesiada… Hehehe!
    Que demais! E as fotos? Maravilhosas!
    Parabéns mais uma vez!!! Beijos

    Responder
  7. Nayra

    LINDO! sem mais…

    Responder
  8. Adorei, Carol!
    As fotos estão lindas e deu pra sentir cada momento lendo o seu relato!
    Fiquei com uma vontade de pegar o Nick no colo agora… coisa linda da tia!

    Responder
  9. Danee

    Precisa dizer que amei o relato, precisa dizer que choro toda vez que vejo a foto de vocês chorando com ele no colo? Lindo, lindo e lindo! Parabéns pela força. beijocas

    Responder
  10. Ai gente… que relato lindo!!! E o Nicolas é um príncipe, lindo demais!!! Parabéns, mil vezes parabéns!

    Responder
  11. Relato lindo, cheio de emoção e de força!!
    Parabéns!!
    Obrigada por dividir conosco um momento tão lindo :))

    Beijo beijo!

    Responder
  12. Fim não! Começo!!!!! De uma vida linda e com MUITO mais amor do que você poderia imaginar que pudesse sentir. Chorei de emoção! Parabéns!!!! <3

    Responder
  13. é muuuuuuuuuuuuuito amor!
    Eu sabia que vc era capaz, e eu sabia que seria LINDO!!! <3

    Amo mto vcs, vc sabe o TANTO que eu queria estar do seu lado pra ser sua doula, fico mto feliz que Deus cuidou bem da minha irmãzinha e pos boas pessoas pra cuidar de vc!!

    Nic nasceu tãaaaaaaaaao lindo!
    E vc tá LINDA LINDA nas fotos, sempre acho que as fotos de mulheres recém paridas brilham! *-*

    foi tudo perfeito!!

    Responder
  14. Ah, como nao amar? Adorei o relato! Adorei as fotos! Adoro vcs! <3

    Beijos com saudades (e pode isso? Ja? :))

    Responder
  15. Zelia Chociai

    Caraca !!!!! Carol eu ri muito, quando “tascaram um espelho gigante na frente da perseguida”,seus posts e uma mistura de emoções, to eu rindo (e quase sentindo as dores com vc … ) quando de repente a dor sumiu e “tascaram uma coisa gororobenta e super quente”, em seguida com a foto incrivelmente linda do Nicolas, e muita emocao para a pessoa aqui, vc foi incrivel parabens querida !!!! Beijoca

    Responder
  16. Emocionante! E que maravilha ter tudo fotografado! Seu relato foi lindo e com as fotos me senti lá, impossível não se emocionar. Parabéns muita saúde pro Nicolas!!

    Responder
  17. Flicka, que relato mais emocionante! Você escreve com tantos detalhes que eu juro que eu me senti aí. Senti dores também, só em ler. Meu sonho é ter filhos, e evito ao máximo ler posts como esse pois fico com o pé a atrás, rs.

    beijos!

    Responder
  18. Gostei muito de ler os relatos do parto com todos os detalhes.
    E que fofura do Benjamin!
    Beijos

    Responder
  19. AWWWWWWN, eu to fazendo um super alto lendo isso. :(
    Primeiro: obrigada por registrar porque todas nós agradecemos, mas acima de tudo, você vai agradecer daqui uns anos, mais certeza do que agora. Segundo: que neném lindo você tem. Terceiro: PARABÉNS! Sério, que felicidade ver que deu tudo certo e que toda dor (você sofreu hein? hahaha) foi por uma ótima causa. Muito bom saber que ele nasceu saudável e sem nenhuma complicação. O que você precisava agora é relaxar e cuidar dessa coisinha linda. :~

    Responder
  20. Oi Carol, que lindo o teu relato! Muito emocionante! Parabéns uma vez mais pelo nascimento do Nicolas. Um óptimo dia para vocês. Beijinhos

    Responder
  21. WOOOW, nasceu *o*
    Seu relato foi lindo, mega engraçado e teu bebê é maravilhoso.
    Acho lindo e humano o parto natural, apesar de imaginar que deve doer muito, mas pra mim é a forma mais bonita de se dar a luz e é admirável ver mães, como você, tendo essa atitude. <3

    Responder
  22. Chorei também!!!

    Responder
  23. Paula Francovig

    Nossa, Carol!!! Nunca li um relato de parto tão lindo e emocionante como o seu!
    Parabéns por tudo!!!! Pela coragem, pelo Nicolas, pelo relato!!! Amei!!!!
    Fiquem com Deus!!!
    Beijos!!!

    Responder
  24. Vivi

    Nossa, flor não tem como não chorar com seu relato. Na verdade estou lendo em looping tem um tempo. Obrigada por dividir isso TUDO. Você é incrível!

    Responder
  25. Vim conhecer seu blog, Carol!
    CA-LA-RO que, devido à minha atual circunstância (rs), corri logo pra ler o relato de parto! hahaha
    Agora tô aqui, rindo e chorando ao mesmo tempo!! rs Amei!!!
    As fotos logo após o nascimento são de arrepiar qualquer coração de pedra, imagina o meu, que tá mais do que derretido!! =)

    Parabéns pelo bonito parto e pela linda família!!!

    Nos veremos mais por aqui! ;)

    Beijo, beijo

    Responder
  26. Paula Pimenta

    Caroooolllllll,
    Que lindo…não tinha visto isso.
    Chorei lendo essa linda história de uma mãe e um pai cheios de amor e de coragem.
    Muitas saudades!!!
    Bjs

    Responder
  27. Nathália Peçanha

    Caroool, você é foda! Conseguiu me fazer rir e chorar horrores! haha
    Parabéns pela mulher linda e forte que é e pela família incrível que vocês construíram!
    E por me inspirar mais ainda a ter um parto natural! <3
    Super beijo cheio de saudade!

    Responder