10nov 2013

1 Ano de Canadá!!!!

Postado por às em Canadá

Hoje faz 1 ano que moro em Vancouver (!!). 1 ano que decidimos arriscar e mudar nossa vida pra sempre. Assim que chegamos, viemos na dúvida se ficaríamos ou não.. Se iríamos gostar ou não. É sempre muito perfeito quando se viaja pros lugares de férias e se diz: Nossa!! Quero morar aqui!! Mas a verdade é que a realidade é outra.
Eu larguei tudo pra viver o sonho do marido de trabalhar numa das melhores empresas do mundo pra carreira dele. Na minha carreira foi dada uma pausa, bem na hora que estava saindo em revistas, sites, etc. Meus planos eram desenvolver mais o olhar estudando coisas aleatórias, nada a ver com fotografia, pois nem sempre nesses cursos se acha o que está buscando. Além disso, começaria a trabalhar logo por aqui e começaria uma carreira internacional. Bexxxta!! Muito chique, né?? Eu caminhei muito bem pra isso, mas fiquei grávida e resolvi dar o ano de 2013 pra maternidade.
Além da carreira, minha família e amigos iriam me ver somente pelo skype, que é a salvação do planeta pra quem mora longe. Faz 1 ano que não abraço e não sinto o cheiro deles.
Mas posso dizer que esse ano foi o ano mais importante da minha vida. Além do fato deu ter me tornado mãe, eu mudei muito minha forma de pensar e de dar valor as coisas. Não gosto muito de ficar falando o quanto estou apaixonada pelo Canadá, o quanto eu descobri que eu estava relativamente acostumada com a violencia e a falta de respeito e o quanto isso tudo é importante pra mim agora a ponto de não querer mais voltar a morar no Brasil e correr atrás da residência. A cada entrada no G1 e cada post de amigos no Facebook eu tenho a certeza de que tomei a decisão certa, o que fico chateada é que não posso trazer todo mundo que amo pra cá. Várias pessoas falam pra mim que não aguentariam o frio, ou ficar longe da família, sim, essa parte não tem jeito, mas sinceramente?! Estamos falando e vendo mais as pessoas pelo skype hoje em dia do que quando morávamos aí. Claro que não todo mundo, mas um bom pedaço.
E a adaptação? Como está sendo? Bem… Vamos lá:

Comida: essa história de sentir falta de arroz e feijão aqui não existe. Aliás, de comida, estamos muito bem servidos, como vocês sempre vêem no Papo de Gordo. O que pode sentir falta é da comida da sogra, mousse da tia, maionese do cumpadi, essas coisas, porque o resto tudo tem aqui.. Menos o suco de caju que eu AMOOOOO!! PQP!!! Foi a única coisa que não achei aqui.

Frio: Esse é o quesito que TODO mundo me pergunta. Primeiro: Vancouver é a cidade com a temperatura mais amena do Canadá. Pra vocês terem noção, aqui tem uma neve mega mixuruca 2 dias no ano e só! De qualquer forma, os lugares são bem quentinhos, ônibus quentinho, tudo! O problema maior é quando venta e você está na rua. Bate aquela brisa desnecessária que dá vontade de socar São Pedro.

Segurança: nem deveria comentar isso, né?! Mas sinceramente? É difícil se adaptar.. Quando você vai ver, está lá segurando a bolsa, não deixando o casaco na entrada do restaurante com medo de roubarem, o guarda-chuva também… Desconfia do vizinho que oferece ajuda, não leva o Ipad pros lugares sem configurar o bloqueio primeiro, essas coisas.. Difícil de acostumar.. ;)

Respeito: desculpem, mas se tem uma coisa que brasileiro não tem é respeito.. não generalizando, claro, mas pelo menos uma atitude o brasileiro toma com egoísmo e isso eu não vejo aqui. Tudo é pensado no próximo, num conjunto e por isso tudo aqui funciona. Nas ruas tem lugares pra doar roupas, nas escolas, os pais participam dos eventos colaborando de alguma forma, se você faz cara de dúvida na rua, sempre vem alguém perguntando se você quer ajuda, etc. você liga a seta do carro, as pessoas reduzem pra você entrar e por aí vai. Isso me adaptei fácil! Paraíso!

Amizades Novas: Posso falar que são intensas. Fiz vários amigos aqui que vou levar pra minha vida inteira e que já amo! Mas como assim já ama?! Amizade se constrói em anos e não meses!! Pois é.. mas quando se mora fora é diferente. Talvez pelas mesmas experiências e carências, ficamos mais próximos, nos apegamos.

Inglês: Ixi… que inglês?! No ínicio entrei em crise. Sai do Brasil crente que tava abafando no meu inglês e vi aqui que não sabia nada. Morria de vergonha de falar e não tinha paciência de repetir quando alguém não entendia. Mas aos poucos fui me soltando e quando descobri um curso de inglês que dava pra eu fazer ($$) fiquei me achando de novo e voltei a ser tagarela e sem crise.. pena que só pude fazer 2 meses porque o Nick nasceu. Ai se eu tivesse achado esse curso antes…. De qualquer forma, não sinto tanta necessidade assim, pois meus amigos são todos brasileiros e as conversas que tenho com canadenses meu inglês segura as pontas. E claro, vou aprendendo no dia-a-dia. Mas confesso que não vejo a hora de poder levar o Nick na biblioteca e fazer amizades com outras mães e treinar my poor english. AH! E o canadense é um fofo, eles tem super paciência.. eu que não.

Enfim, acho que o Brasil tem jeito sim, se cada brasileiro passar no mínimo 6 meses no Canadá. Mas falando sério?! Há 1 ano não sei o que é sentir medo de andar na rua, não sei o que é me vestir do jeito que quero sem ser olhada de cima a baixo, não sei o que é olhar pros lados pra atravessar a rua (ainda vou me lascar nessa), etc. Recomendo do fundo do meu coração essas sensações a todas as pessoas, principalmente as que amo, mas infelizmente a vida não é assim… uma Brastemp. (♫ Tum dum tss! ♫ )

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

30 comentários deixe um →

  1. Feliz que você tá feliz!!! E de agora em diante vai ser assim: sempre que passar de leve pela sua cabeça voltar pra cá, você vai se lembrar do seu bb e da qualidade de vida que vocês vão poder dar pra ele AÍ!!! A saudade se mata, os amigos se fazem, mas a qualidade de vida não se compra. Desejo tudo de melhor pra vocês que são pessoas boníssimas. Saudades! Faz mais posts, põe mais fotos… Beijos pros 5!!!

    Responder
    • Pode deixar que faco sim!! Voltando a rotina.. ;)
      Obrigada Cris!!!

      Responder
  2. Aaah que bom que está tudo ótimo por aí!
    Eu morei em Cambridge, na Inglaterra, durante três meses apenas. E posso dizer muitas muitas muitas frases bastante parecidas com as suas. Sobre a segurança, o respeito, a comida.. o milagre que é o Skype, e até o inglês! Hahaha
    Espero que você viva muitos muitos outros bons momentos e amizades por aí! 2014 agora vai ser de maternidade ainda mais intensa, com o Nick fora da barriga, né! :D E ele ainda vai crescer em um lugar assim tudo de bom como esse! ^^

    ;**

    Responder
    • Pois e!! So quem vive fora sabe o quanto essas coisas sao importantes…

      Muito obirgada!!

      Responder
  3. Nooooossa esse seu post me fez viajar! Já rodei bastante mas ainda não fui ao Canadá. Sempre tive curiosidade de passar uma temporada e agora depois do seu relato mais ainda! Suas palavras me lembraram a vida na Suécia… só que lá tinha um monte de neve! rsrsrsrs Uma ótima semana para você e sua família!

    Responder
    • Aghaha aqui nao tem neve.. Unico lugar do canada que nao é tao frio.. Imagino na Suecia como devia ser… Ai ai…

      Responder
  4. ( e a tonta esquece de felicitar… então lá vai, e bem grande: PARABÉNS PELO 1 ANO! :-) Que venham muitos mais!

    Responder
  5. Te entendo 200%!!! É exatamente assim que me sinto (principalmente nos quesitos segurança, respeito e comida). Sinto falta da família, mas com Skype, Facetime, Whatsapp, a gente participa bastante. Hoje em dia já AMO o clima daqui, adoro as 4 estações (e tenho horror das estações binárias tropicais: quente ou chuva…PRECISO do meu outono!!!)
    Ah, e o suco de caju: será que você não encontra online? Na Amazon americana vende o concentrado (Maguary ou DaFruta). Imagino que por aí também tenha :)
    Beijinhos e boa semana!

    Responder
    • As 4 estacoes sao tudo de bom!!!!! Amo a primavera!!!!!! Coisa linda e sinal de que o quentinho esta por vir.. E dias de sol.. Hehehehe

      Responder
  6. Estamos completando 1 ano de Canadá no dia 18, e que incrível, me identifiquei tanto com esse post! Me sinto exatamente como você. Faço minhas as suas palavras. Posso publicar seu post lá no meu blog? Beijos!

    Responder
  7. Carol, já????? Passou voando! Parabéns pelo 1 ano de Canadá! E pelo filhote lindo e fofo também. :)

    Adorei o seu post, e embora concorde com tudo que você colocou nele, eu não passei ainda por isso.Tudo que eu sei é só na teoria, e agora que nosso visto está quaaaase, estou super mega blaster em crise com essa decisão. Eu não me considero muito apegada com a família, não, mas em compensação, tenho meus amigos como se fossem meus irmãos, sou muito dependente mesmo, e isso tá me corroendo de uma forma nunca antes vista na história da minha vida…rs. A decisão de ir foi muito bem pensada, calculada e remoída, mas saber que vou desembarcar em Vancouver sem amigos, tendo que recomeçar e fazer amizades do zero, e principalmente encarar a realidade de que cada um aqui continua com a sua vida, e que eu vou “perder” algumas pessoas que eu considero hoje parte de mim, está me deixando um pouco aflita. Você tem alguma dica ou palavra amiga pra me confortar? rs

    Beijos!!

    Responder
    • Bia.. É complicado mesmo comecar tudo de novo, mas esse medo passa logo e vc vai ver que é tudo maravilhoso!! Vc vai sentir falta dos amigos, mas seus amigos novos vao ser queridos tb.
      Alias, quando chegar aqui ja sabe, ne?! Vamos nos encontrar!!! ;)

      Responder
  8. A experiência de morar fora, ainda mais em um país organizado como o Canadá, é de outro mundo, né? Assim, a gente se acostuma com uma realidade e acha que todo mundo vive como nós vivemos: um olho nas costas pra tentar sobreviver ao dia a dia, mas pode ser melhor que isso. Deve ser melhor que isso. Espero que o Brasil um dia fique assim, mas do jeito que as coisas andam.. :(

    Responder
    • Tb queria muito que o Brasil ficasse assim, mas vai demorar demais!!! Enquanto isso.. Vem pra ca!!! Eghehehe

      Responder
  9. Gosto muito de ver relatos e de saber mais sobre outros países..
    tudo parece tao bom :)

    Responder
    • É sim camila!!!! Uma experiencia maravilhosa!!

      Responder
  10. Parabéns pelo primeiro ano nessa terra! Que venham muitos outros!

    Responder
    • Eeeeee!! Obrigada Flavina!!! Agora precisamos nos conhecer!!!!

      Responder
  11. A-DO-RO ler teus posts Carol, tu é muito querida e espirituosa, os teus fãs te amariam mais ainda se te conhecessem ao vivo :))))

    O Canadá é tudo de bom, ainda mais agora com a tua família morando aqui!

    beijos nossos no Nick, Bartô e Filó….ah…e nos pais deles

    Rita, Bella e Butters

    Responder
  12. <3

    Responder
  13. Flicka!!! Há quanto tempo não visito seu blog! Eu não seguia ele no Bloglovin e por isso não voltei mais aqui (apesar de ter o seu blog linkado no meu blog, mas eu nem entro naquela página), mas agora isso acabou, porque desde ontem te sigo no Bloglovin e vou receber todos os posts :)

    Bom, tenho muita coisa pra ler, mas não estou com muito tempo agora porque vou viajar daqui a pouco, mas assim que voltar vou dar uma olhada em tudo o que perdi, ler com muito carinho hehehe

    beijos e feliz um ano de Canadá!!! :)

    Responder
    • Ahhhh que bomq ue agora salvou!! Heheheh

      Responder
  14. Parabéns pelo primeiro ano!
    Eu também fiz um ano há pouco e assino embaixo do que você escreveu, exceto comida, frio e amizades. Comida aqui não é como ali em Vancouver (tirando comida Canadense, o esquema aqui é comida oriental). O frio, bem… nem preciso explicar os -48ºC né? :) E minhas amizades não são brasileiras, o que me faz ver diariamente que eu ainda ralo no Inglês!

    Responder
    • Uiii… -40 é duro, hein?!?!! Nem tenho nocao do que seja isso… Hehehe

      Responder
  15. Oi Carol, lendo o teu post fiquei com vontade de conhecer Canadá. Um óptimo dia para vocês. Beijinhos

    Responder
  16. Eu tenho muita vontade de sair do Brasil, sempre tive e depois da Alice a vontade aumenta mais a cada dia. Principalmente por respeito, educação, segurança e qualidade de vida. Tenho um amigo que foi pro Canadá ficar 6 meses e ficou quase 6 anos! Bom, ainda falta decidirmos se mudamos de cidade, estado ou país, por causa das profissões. :)

    Responder